BASF Agricultural Solutions Portugal
Agricultura

Collis

Collis® é um fungicida anti-oídio de larga persistência em cucurbitáceas e vinha.

Benefícios

  • Máxima proteção contra o oídio e efeito preventivo contra a botritis
  • Efeito anti-resistência
  • Ação preventiva e curativa
  • Não afeta a fermentação, mantendo a qualidade do vinho

Detalhes

Nome Collis®
Formulação Suspensão Concentrada (SC)
Substância(s) ativa(s) 100 g/l cresoxime-metilo, 200 g/l boscalide

Fungicida anti-oídio de larga persistência.

O Collis é um fungicida indicado para o controlo do oídio da videira composto por boscalide e cresoxime-metilo.

O cresoxime-metilo é uma substância ativa pertencente ao grupo químico das estrobilurinas, com mobilidade translaminar, dotada de ação preventiva e curativa, através da germinação dos esporos e desenvolvimento do micélio dos fungos.

O boscalide é um fungicida sistémico, pertencente ao grupo das carboximidas com ação preventiva.

Nocivo, Perigoso para o ambiente

Courgette

Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 30 a 40 ml/hl (0,3 a 0,4 l/ha) Os tratamentos deverão ser realizados, preferencialmente, entre os cachos visiveis e o pintor 3 28 dias A persistência biológica do COLLIS® é de 12-14 dias. Em caso de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (12 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Nome Collis®
Formulação Suspensão Concentrada (SC)
Substância(s) ativa(s) 100 g/l cresoxime-metilo, 200 g/l boscalide

Fungicida anti-oídio de larga persistência.

O Collis é um fungicida indicado para o controlo do oídio da videira composto por boscalide e cresoxime-metilo.

O cresoxime-metilo é uma substância ativa pertencente ao grupo químico das estrobilurinas, com mobilidade translaminar, dotada de ação preventiva e curativa, através da germinação dos esporos e desenvolvimento do micélio dos fungos.

O boscalide é um fungicida sistémico, pertencente ao grupo das carboximidas com ação preventiva.

Nocivo, Perigoso para o ambiente

Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 40 a 50 ml/hl (0,4 a 0,5 l/ha) Tratar ao aparecimento dos primeiros sintomas e de forma preventiva, antes do aparecimento da doença. 2 3 dias Ar livre. A persistência biológica do COLLIS® é de 7-10 dias. Em condições de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (7 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Inimigos Dose recomendada Época de aplicação Número de aplicações Intervalo de Segurança Observações
Oídio 30 a 40 ml/hl (0,3 a 0,4 l/ha) Os tratamentos deverão ser realizados, preferencialmente, entre os cachos visiveis e o pintor 3 28 dias A persistência biológica do COLLIS® é de 12-14 dias. Em caso de elevada pressão da doença e grande desenvolvimento vegetativo da cultura, deverá utilizar o intervalo mais curto (12 dias). Não efetuar aplicações consecutivas com este ou outro produto com o mesmo modo de ação.
Folheto Collis® (folheto)
Rótulo Collis® (rótulo)
Ficha de Segurança Collis® (FDS)
Topo